Conte-me os seus sonhos (Tell Me Your Dreams) é um romance escrito pelo autor Sidney Sheldon, publicado em 1998, e que possuí diversas edições publicadas no Brasil, sendo as mais recentes publicadas pela Editora Record.

Conte-me seus sonhosSidney Sheldon foi um escritor e roteirista norte-americano que chegou a publicar dezoito romances, sendo que todos alcançaram a lista de mais vendidos do jornal The New York Times, o autor carrega o título de o escritor mais traduzido do mundo pelo Guiness, além disso ele é creditado por mais de duzentos e cinquenta roteiros televisivos, seis peças para a Broadway e vinte e cinco filmes.

Eu fiz questão de reler o livro para fazer essa resenha para o especial #SETEMBROPOLICIAL, pois foi o primeiro romance policial que li e também o primeiro contato que eu tive com esse autor maravilhoso que foi Sidney Sheldon.

Na história conhecemos Ashley Patterson, uma jovem e bela executiva americana que trabalha para uma empresa de tecnologia, a personagem se mostra um tanto neurótica e nada tira de sua cabeça que alguém está a seguindo a todo instante. Ela é filha de um médico muito famoso e importante em sua área de atuação.

Ashley retorna para sua cidade natal em função de uma reunião de escola, apavorada com a ideia de ver como seu primeiro namorado está, uma vez que a abandonou em uma estação de trem quando deveria ter fugido com ela por ter o relacionamento desaprovado pelo pai.

Ao chegar na reunião, Ashley descobre que seu ex-namorado foi assassinado e castrado uma noite antes do dia em que eles deveriam ter fugido juntos, a única coisa que vem à mente da personagem foram as ameaças que seu pai fez de acabar com a vida do garoto, despertando assim mais uma paranoia na personagem.

A personagem também é assediada por um colega de trabalho e certa noite aceita o convite dele para ir ao seu apartamento para aconselhá-lo quanto a uma mulher que ele está supostamente interessado, inocentemente e com esperanças de que o colega realmente tenha encontrado um novo alvo para as suas investidas impertinentes, Ashley vai ao apartamento dele e acorda em um hotel vagabundo em uma outra cidade com roupas extremamente vexatórias e com todos os cartões de crédito estourados.

Quando retorna para sua cidade Ashley descobre que o seu colega de trabalho foi assassinado e castrado em seu próprio apartamento e a primeira coisa que pensa é que não deveria ter contado ao seu pai sobre as investidas do moço.

Toni Prescott, nascida na Inglaterra, é uma mulher independente, baladeira , extremamente ousada e sedutora. Ela trabalha na mesma empresa que Ashley e a detesta, pois a considera uma mulher certinha demais.

A única amiga de Toni na empresa é Alette Peters, uma mulher nascida na Itália que é extremamente diferente de Toni, pois é uma moça bem tímida, meiga e que adora arte, porém possui certa esquisitice, pois apesar de aparentar ser sensível, meiga e educada, costuma xingar as pessoas mentalmente e discordar em silêncio, sempre mantendo a imagem de boa moça.

As histórias das personagens se cruzam quando os assassinatos e castramentos de cinco homens em Londres, Roma, Quebec e São Francisco despertam a curiosidade da polícia, pois além de serem mortos todos da mesma forma, cada homem conhecia uma das mulheres e se relacionava com elas antes de serem mortos, as coisas se complicam ainda mais quando evidências nas cenas dos crimes apontam apenas para Ashley Patterson, seria ela culpada pela morte de todos esses homens? Qual motivação ela teria para assassinar e castrar os interesses amorosos de suas colegas de trabalho? Seriam as culpadas suas colegas de trabalho em um plano sinistro ou ainda seria o culpado seu pai?

Contar qualquer coisa além disso estragaria as surpresas da trama, coisa que não quero fazer para não estragar sua experiência de leitura, porém, posso dizer que todos os eventos do livro resultam em um julgamento incrível, onde a defesa precisa se desdobrar de forma criativa para conseguir provar a inocência de Ashley, não só para a juíza durona e já decidida quanto à sentença da ré, mas também a ferrenha e baixa estratégia da acusação e a grande pressão da mídia.

Como não se fosse o bastante, o advogado de defesa é meio que forçado por uma obrigação moral a defender a ré, colocando em risco sua tão sonhada promoção e os benefícios advindos dela que não beneficiarão somente ele, mas também sua mulher e a criança que está para nascer.

Conte-me os seus sonhos é um livro ágil, bem escrito, com mistérios e personagens interessantes e bem desenvolvidos, cheio de reviravoltas, elementos muito bem utilizados e uma trama que vai pirar a sua cabeça ao ponto de te fazer querer ler novamente para identificar como não percebeu certas evidências, pena que as edições brasileiras em sua maioria possuem capas que facilitam e muito a dedução do principal mistério, facilitando a vida ou estragando um pouco a experiência dos leitores/detetives mais atentos.

SÉRIE: MR. ROBOT - 1ª TEMPORADA

Siga-nos nas redes sociais:
👥 FACEBOOK | 🐤 TWITTER | 📷 INSTAGRAM | 🎥 YOUTUBE

SETEMBRO POLICIAL: Conte-me Os Seus Sonhos – Sidney Sheldon
Classificado como:                

Uma ideia sobre “SETEMBRO POLICIAL: Conte-me Os Seus Sonhos – Sidney Sheldon

  • 06/09/2016 em 15:07
    Permalink

    Esse livro, nem me lembrava mais da historia dele. Depois de sua resenha acho que vou comprar o livro (porque lembro que li mas era da escola) , porque vale apena pois é Sheldon. Ótima resenha , beijos da malévola , haha

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *